Canto da costura - um quadro de recados em patchwork

Olá meninas,

Com um dia de atraso chega hoje o Canto da Costura. No fim de semana fui atacada por um bicho mau pelo que foi de todo impossível escrever o post ontem...valeu-me ter fotografado tudo com antecedência!

No último Canto da Costura abordámos a técnica base do patchwork e hoje trago-vos mais uma dicas e um projecto para aplicarem tudo o que vimos.

Se se recordam, mostrei-vos como juntar formas em patchwork. Fiz um simples rectângulo e a partir dai continuei a juntar os restos de tecidos que tinha por lá e que deu este rectângulo que deverá ter a medida que quiserem para o vosso quadro de recados.
O meu ficou assim:


Já vos tinha dito que não gosto de coisas demasiado certinhas, não já!? ;)
Façam a vosso gosto, com as cores que gostarem e com os tecidos que por ai andarem perdidos. Acima de tudo divirtam-se :)

De seguida há que escolher o enchimento. E para que serve o enchimento? Para dar corpo ao nosso trabalho. Numa manta, p.e. teria também a função de aquecimento dado que há enchimento especifico de lã para o inverno e de algodão para meia-estação e verão.

Cá por casa tinha 3 tipos diferentes:


1 - enchimento termocolante - num dos lados tem uma cola e adere ao tecido quando aplicado calor. Funciona como a entretela. Uso muito em malas e carteiras pois dá uma grande estabilidade a coser dado que fica colada a um das camadas.

2 - dracalon ou manta acrílica - de custo reduzido é óptimo para quem se inicia no patchwork e quer fazer testes. Não gosto de usar em trabalhos dado que não suporta elevadas temperaturas o que impede que seja passado a ferro depois de concluído.

3 - batting - este que tenho é 100% algodão mas existe com outras composições. É o meu favorito e especificamente concebido para trabalhos em patchwork.

Escolhi o batting e fiz o que se chama a "sanduíche" e que é composta pela tecido que ficará no verso do trabalho (direito do tecido para baixo), o batting e por cima o patchwork realizado (direito para cima).
Deixo aqui uma dica - cortem sempre o tecido do verso e o batting ligeiramente maiores que a frente. Assim se deslizarem um pouco terão uma margem para cortar :)
Assim:


O próximo passo é preparar a sanduíche para o quilting.
O quilting é o acolchoamento e que por si só é uma arte :) Nos EUA existem pessoas que se dedicam apenas a "quiltar" mantas feitas por outras meninas!
O quilting pode ser feito à mão ou à máquina e na máquina pode ser geométrico ou livre,
O que vos vou mostrar é o quilting geométrico feito à máquina.
O quilting livre é mais complexo e exige bastantes horas de prática, coisa que eu ainda não tive para lhe dedicar...mas podem ver neste post da Pinta o que se pode fazer.

Antes de começarmos o quilting precisamos de duas coisas:

1 - alfinetar tudo

Eu uso alfinetes normais, mas se vão fazer um manta sugiro a utilização de alfinetes de ama ou que alinhavem. Em qualquer um dos métodos (alinhavos ou alfinetes) devem sempre começar do centro para as extremidades, para garantir que os tecidos não deslizam.


2 - escolher o calcador correto

Este é um tema importante. Se no patchwork o calcador influenciava essencialmente a margem de costura, aqui o calcador faz toda a diferença (falo por experiência própria).


Para o quilting geométrico recomendo o walking foot, para o quilting livre terão que usar o calcador especifico que a vossa máquina deve trazer. O da minha é este da direita. Outra nota a reter é que para poderem fazer quilting livre a vossa máquina tem de permitir tapar ou baixar as "lagartas".
Relativamente ao walking foot se a vossa máquina aceitar calcadores universais, deverá comprar um como o da primeira foto. No caso da minha Bernita ela trazia um específico.

Optei por fazer um quilting de riscas na diagonal, por isso comecei por marcar a primeira risca de guia


E cosi mesmo por cima da linha


A partir dai usei a margem do calcador para fazer riscas direitinhas :)


No final ficou assim


Aqui usem a vossa imaginação e façam quadrados, losangos, rectângulos, o que se lembrarem. Marquem tudo com o marcador hidrossoluvel e é só seguir as linhas!

Para terminar apliquei em volta viés para rematar e fiz uma fitinha para pendurar os recados, fotos, etc que prendi por dentro do viés.


E por trás aproveitei a ourela que cortei e fiz umas argolinhas para pendurar. E como não tinha uma vareta improvisei com uns pauzinhos chineses para vos poder mostrar pendurado :) O que eu não invento por vocês! :D


E aqui está, o quadro de recados prontinho :)


Aqui mostro-vos pendurado com molinhas, mas com o acolchoamento podem também usar alfinetes para prender fotos, recados, listas ...

Espero que tenham gostado!

Já sabem, se quiserem partilhar os vossos quadros de recados enviem-me fotos!

Agora vou ter que pensar o que fazer a este quadro...é que ele não tem espaço aqui no meu "atelier"... ;)

20 comentários:

  1. Ficou bem giro Ana. E tudo o que mostraste e ensinaste aqui são dicas preciosas para quem se está a iniciar no patchwork. Também gosto do free quilting, mas não é nada fácil, as curvas até me saem, mas se quero fazer uma coisa específica, tipo um coração, aí já não dá! bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que ajude Val :)
      Pois...eu também acho bastante dificil...acho que ou se tem sorte e é algo natural que ao fim de 1 ou dois trabalhos fazes coisas magnificas...ou tens azar e tens de treinar MUITO...infelizmente calhei no segundo grupo :D Faltam-me as horas! :)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Amo essa técnica, mas nunca tive oportunidade de aprendê-la. Ainda vou me aventurar rsrs... Bjs e ótima semana.

    ResponderEliminar
  3. Ana, sempre na perfeição. Ficou lindo! Boa semana. Beijinhos
    Mia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre um amor Mia! :)
      Ainda não desisti de te pôr a costurar!!
      Vou caçar-te um dia quando vieres visitar a tua filhota! ;))
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Lindo, valeu a explicação, eu gosto muito de quiltzs, gostei do blogue, beijo

    ResponderEliminar
  5. Ficou bem giro e é uma óptima ideia. As explicações também são muito boas e ajudam imenso.
    Bj

    ResponderEliminar
  6. Ficou lindo e criativo. Parabéns!
    Abraços,

    ResponderEliminar
  7. Olá Ana, fiquei a conhecer o seu blog através do blog da Maria dos pontinhos ao vento. Os meus parabéns, tem trabalhos lindíssimos.

    ResponderEliminar
  8. Adorei Ana o resultado final :)
    Ficou um máximo e num instante se faz um quadro de recados, giro e original :)
    Parabéns e obrigado pelas dicas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E ainda com a vantagem de aproveitar todos os pedacinhos de tecido! :)
      Obrigado minha querida!
      Beijinhos

      Eliminar
  9. O resultado foi um excelente trabalho onde uma geometria de formas combinam na perfeição com os tecidos escolhidos! Bj amigo

    ResponderEliminar
  10. Perfeito...E ainda sou mencionada no teu canto de costura, que privilegio.
    Nada a dizer, a não sei que ando há anos para fazer um e nunca mais.....
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :P
      E porque não haveria de mencionar? O teu quilting livre estava lindo!
      Cá está o mote para fazeres um :)
      Beijinhos

      Eliminar

Deixem os vossos comentários, são sempre bem vindos! :)
Feel free to leave a comment, it will be appreciated :)