O regresso

Ainda me sinto meio dormente e a regressar aos poucos.

Por vezes parece ter sido um sonho...um sonho bom.

Mas as dores que atormentam os meus tornozelos trazem-me à realidade :)

Escrevo este post aqui sentadinha no sofá com os pezitos para cima e sorrio.

Antes de mais obrigado pelas palavras de força que me foram deixando via Facebook e Instagram. Foi de todo impossível responder a todas.

Quem me seguiu por lá foi sabendo dos pormenores...na verdade o que fotografei foi apenas o que partilhei.

Como é que isto aconteceu? Porque sim.
É uma decisão muito pessoal e que acontece quando tem que acontecer. Quando estamos preparadas. Não há na verdade nenhuma história bonita e fantástica para contar.
Tudo aconteceu naturalmente.
E o Caminho iniciou-se na 6ª feira de madrugada


Parti de Lisboa com o Grupo que o meu irmão lidera há uns anos. Algures entre 120 a 130 km separavam-nos de Fátima.

Não se tem noção do que são tantos km a pé.

Vi sítios bonitos.



A natureza presente em todos os momentos...já me conhecem.




Foi necessário descansar



Foi difícil. Aliás muito difícil.

Caminha-se em dor.

Quiz desistir. Muitas vezes.


Mas continuei.

Chorei. Ri. Pensei. Meditei.

Há tempo para tudo.

Conheci um grupo de pessoas lindas. Sabem aquelas pessoas lindas do coração? Essas.

Não fossem elas. Não fosse o meu irmão. Não teria chegado.

Mas se o Caminho fosse fácil não aprenderíamos nada.

E eu aprendi muito.

Aprendi que o nosso primeiro instinto é desistir. É mais fácil. Menos doloroso.

Mas aprendi também que temos uma capacidade de resistir, perseverar, sofrer, lutar e ultrapassar que desconhecemos.

Por isso cheguei.

E chegar é uma emoção indescritível. Quer se tenha Fé ou não. Seja que Fé for.


Obrigado Mano, S (menina), S (menino), S (o outro menino), S (menina de apoio, a nossa ajuda preciosa), L.

Com a vossa ajuda sou hoje uma pessoa melhor e mais rica.

Até ao próximo Caminho.

7 comentários:

  1. Confesso que quando comecei a ler, pensei que tinha acontecido algo menos bom...mas depois sorri ao ver que as dores eram por esse motivo, as imagem estão fantásticas e deve ter sido uma experiência única.
    Em relação ao encontro no porto com muita pena minha não vou poder comparecer, o destino trocou-me as voltas.
    Inicialmente estava a ser tudo organizado para eu vos aparecer com a minha família, mas com o mau tempo as feirinhas do fim de semana anterior foram cancelas e adiadas para o próximo, pensei ok, não vou poder passar o dia mas irei fazer uma visita rápida uma vez que o parque da cidade ficava a caminho, uma vez que no sábado e domingo vou estar em Matosinhos no edifício transparente, quando li que passou para outro lugar fiquei um pouco triste porque já fica um pouco mais distanciado.
    Desejo-lhe um otimo encontro e quem sabe duma próxima nos possamos conhecer.
    Beijinhos
    De alguma forma se

    ResponderEliminar
  2. Leio este post com lágrimas ,mas de alegria e admiração por ti :)
    Ana tu és uma pessoa muito especial , a FÉ é imprescindível para podermos fazer esta caminhada da vida .
    Eu gostei muito do teu relato ,das tuas fotos e palavras como te compreendo .
    EU ADORO O SANTUÁRIO DE FÁTIMA e já andei de joelhos .
    Espero que as dores fisicas passem ,porque a ALMA está cheia com certeza .
    Fica com DEUS
    bjs
    Lulu

    ResponderEliminar
  3. Que bom! :) que sensação maravilhosa deve ter sido e que experiência. Há já uns anos que o quero fazer, tenho convite aberto e ainda não tive a oportunidade, infelizmente. Conto fazê-lo no próximo ano se Deus quiser. Deves ter o coração cheio e a alma tranquila. Que bom, obrigada pela partilha. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Ana, seja qual for a nossa fé... tem de ser muito forte para ultrapassar tudo e chegar lá. Fiquei emocionada ao ler o teu relato dessa linda aventura. E como mulher de fé que sou, acredito que Nossa Senhora te irá sempre acompanhar.
    Bjinhos grandes e até domingo.

    ResponderEliminar
  5. Ana...nunca fiz e não sei se teria resistência para tal!
    Mas sei de quem faz...e admiro-vos por isso!
    Bj amigo e recupere e bem!

    ResponderEliminar
  6. É tão bom quando depositamos a nossa fé naquilo que acreditamos!
    Belo relato o teu desta teu desafio superado minha querida!
    Beijinho enorme para ti!!
    As imagens tão muito bonitas, já as tinha visto no teu instagram ;)

    ResponderEliminar
  7. É um percurso inigualável, não pelo caminho em si mas pelo que se sente enquanto se caminha.
    Assim que vejo peregrinos apetece-me largar tudo e ir com eles.
    Pareceu-me ver imagens da zona do Cartaxo (de onde eu sou) será?
    Bjs

    ResponderEliminar

Deixem os vossos comentários, são sempre bem vindos! :)
Feel free to leave a comment, it will be appreciated :)