Planner vs bullet journal – a minha experiência

Já estou a dever este post a algumas meninas desde que, em Abril…acho, comecei a partilhar fotos do sistema de organização que estava a montar. Mas ainda bem que assim aconteceu, pois hoje posso partilhar uma experiência mais rica.

Preparadas para um post longo?

Quem me conhece provavelmente dirá que sou uma pessoa organizada. E é verdade…às vezes um pouco chata compulsiva até ;) No entanto, isso assentava essencialmente na minha capacidade de me lembrar das coisas….o que o stress, o cansaço e outros fatores dos últimos anos diminuíram drasticamente.

E foi a Rita que me despertou a curiosidade para os planners e o sistema ARC da Stapples. E a partir dai foi descobrir um novo mundo, com comunidades construídas em cima do conceito de planners.

E entusiasmada iniciei. Comprei as capas e argolas base do sistema, descobri que com um furador normal podia construir como quisesse (o sistema ARC tem um furador específico com um custo considerável e que não estava disposta a gastar) e montei o meu planner

Estas bolsas com fecho são fantásticas!!

Adicionei um calendário anual

Comprei papel de 100gr e imprimi o que queria. Descobri este site que disponibiliza templates lindos!

E construi a agenda…com frases bonitas para motivar

E uma área para projetos…

E conheci um mundo bonito e colorido de canetas, post-its, autocolantes e washi tapes

O meu planner estava bonito…mas ao fim de um mês quase não o usava…

Conclusão, este modelo não era para mim.

Não tenho tempo para todas as semanas preparar e “enfeitar” a próxima. Não tenho paciência para saltitar de separador em separador e agenda não me á útil. A minha vida profissional exige um calendário flexível em que possa mover as reuniões sem ter de andar sempre a rasurar.

E foi numa foto do instagram da Naná que me cruzei com o conceito de bullet journal e decidi ir investigar.

O melhor site que encontrei foi este. O conceito é tão simples, mas é muitas vezes “complicado” desnecessariamente. A Kim consegue explicar de forma simples, com exemplos e torna tudo mais fácil.

E assim nasceu o meu bujo (nome carinhoso como é conhecido o bullet journal…outro ensinamento da querida Naná ;) )

Que não é nada mais do que um caderno. No meu caso de folhas lisas, mas podem usar com linhas, com quadriculado, com pontinhos, o que quiserem.

A primeira folha do bujo é um índice

E de seguida criamos o plano anual (future log) (no meu caso como iniciei em Julho, criei de Julho 2016 a Julho de 2017). Aqui podem colocar notas, tarefas ou compromissos mais a longo prazo e que queiram rapidamente localizar no tempo.

Depois criamos o separador do mês. Na sua versão base teríamos os dias do mês todos de um lado e uma área de tarefas do outro.

image

E de seguida criaríamos um log diário.

Mas isto estava a fazer-me confusão. E foi quando a Naná me mostrou o plano semana dela e tudo fez sentido.

Esta é uma das grandes vantagens deste sistema, a total flexibilidade para adaptarmos e construirmos um plano à nossa medida.

E assim fiz. E é assim que tenho funcionado. Do lado esquerdo coloco os dias da semana e do lado direito as tarefas, eventos…

…e recentemente adicionei um plano de refeições

no meio de tudo isto podem criar “separadores” (collections) onde podem ir tomando nota do que quiserem!

Por exemplo, eu tenho uma para posts, outra para o canto da costura, outra para encomendas, e podemos ir acrescentado como quisermos…sem a preocupação de estarem mais à frente ou mais atrás – dai a necessidade do índice. Basta numerarmos as páginas e vamos acrescentando :)

Mas hoje falo-vos apenas de uma forma genérica. Existe ainda toda a parte das tarefas e da sua migração de semana para semana que para mim foi o mais importante neste sistema – posso replanear sem ter de riscar ou rasurar!

Outra coisa que podem notar é que o meu bujo é muito simples – apenas escrito a lápis (que é o meu método favorito).

Mas à volta de tudo isto podem entrar também no mundo das canetas coloridas, caligrafia, cadernos XPTO…tudo dependo do que gostam e acima de tudo do orçamento que têm ;)

Este meu custou-me 3€ num supermercado e até ao momento não tenho nada a acrescentar :) Mas podem gastar 18€ num Leuchtturm e outro tanto em canetas XPTO :)

Conclusões, porque adoro o bullet journal?

a) total flexibilidade de escrever como me vem à cabeça e organizar num índice um caderno corrido

b) possibilidade de desenhar o plano mensal/semanal à minha medida

c) posso criar separadores quando me apetecer e escrever ou desenhar, basta numerar a página e adicionar no índice

d) sistema simples para criar tarefas, eventos ou notas (com marcadores visuais) e posso facilmente migrar para a próxima semana ou mês sem ter de riscar ou apagar o que escrevi.

e) um simples caderno serve. Mas recomendo no mínimo papel de 70gr para não ser visível no verso da página

f) é bom poder treinar novamente a caligrafia :)

Ajudei? Têm dúvidas? Querem mais posts sobre o tema?

Deixem nos comentários!

11 comentários:

  1. Ana ficou lindo o organizador, tão criativo, boa ideia amiga, bjs e boa semana

    ResponderEliminar
  2. Ana, espero desenvolvimento, mais exemplos práticos. Quero organização, sempre.
    Bei3

    ResponderEliminar
  3. Bela ideia! Quem me dera ser assim organizada... ainda testo este sistema!

    ResponderEliminar
  4. Olá, Ana, admiro a tua organização. Não me considero desorganizada mas não tenho agendas. Quando tenho muitas coisas na cabeça ou objetivos para uma dada semana (objetivos impostos por mim e não por outros) escrevo em papéis soltos que vão sempre comigo na mala de todos os dias. Vou riscando à medida que a tarefa foi feita. Não me vejo com um livrinho e muito menos com a tua primeira opção, colorida e cheia de desenhos e isto apesar de eu ser uma pessoa extremamente visual. Mas gosto de ler sobre o assunto! bj, boa semana!

    ResponderEliminar
  5. Tenho andado a namorar este sistema, e este post deu o empurrão final, acho que vou mesmo experimentar :)
    Esta instagrammer também publica filminhos com ideias giras: https://www.instagram.com/breeeberry/

    ResponderEliminar
  6. Mas que máximo Ana :) Realmente temos que ajustar as coisas ao nosso dia a dia :) Eu também não sou nada de agendas, mas no ano passado vi-me "obrigada" a comprar uma para poder marcar aulas de um curso que ando a tirar, e realmente, não comprei qualquer uma, tive de ver o que melhor se adaptava ao que eu queria :) Não interessa ser muito bonita e ter muitas "bonequedas", quando depois não se torna prática no nosso dia :)
    Gostei do teu "simples" :) Muita bonita a primeira, mas mais importante é a segunda :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Por aqui somos fãs do Filofax.
    Experimentei vários métodos, seleccionei o que se adaptava melhor à minha rotina e reuni no Filofax.
    São muito versáteis, compactas e fáceis de transportar.
    Uso o bujo, sistema de cores, gtd, planners, enfim... tudo num só.
    Beijinhos
    :-)

    ResponderEliminar
  9. Já uso cadernos nesse sentido há muitos anos, só não lhes chamava bullet journals ou bujo's. LOL

    ResponderEliminar
  10. Aquele post que fez toda a diferença pra escolher o bullet journals. (:

    ResponderEliminar

Deixem os vossos comentários, são sempre bem vindos! :)
Feel free to leave a comment, it will be appreciated :)